Funny Face (Cinderela em Paris)

domingo, junho 21, 2015


Funny Face (Cinderela em Paris - 1957) é um musical do diretor Stanley Donen (Cantando na Chuva), que ao primeiro contato pode parecer apenas um filme simples e ingênuo, mas com um olhar mais apurado pode-se observar detalhes interessantes.

Protagonizado pela encantadora Audrey Hepburn, que na época estava se estabelecendo como estrela e o veterano Fred Astaire, Funny Face é a famosa história da gata borralheira ou patinho feio, como preferir. A trama começa mostrando todo o glamour do universo da moda e a necessidade de se buscar sempre o novo.


A revista de moda Quality, dirigida pela editora chefe Maggie Prescott (kay Thompson) juntamente com o fotógrafo famoso Dick Avery (Fred Astaire) vão em busca de um novo rosto que revolucione os antigos padrões visuais, para o lançamento de uma nova edição de moda. Nessa busca eles se deparam com Jo Stockton (Audrey Hepburn), uma simples, porém intelectual atendente de uma pequena livraria situada em Greenwich Village, um bairro que nos anos 1950, era considerado como um ponto concentrado de intelectuais e boêmios de Nova York.


Já bem no início do filme a dualidade entre aparência e essência fica bem definida. A entrada de Maggie dentro de uma livraria a procura apenas de uma nova aparência para seu lançamento, se contrasta com a figura de Jo, uma jovem que adora filosofia e é totalmente avessa a moda e suas futilidades.


O fotógrafo Dick, por sua vez faz o papel de intermediador entre essas duas mulheres de personalidades fortes e diferentes. Ele consegue convencer ambas a partir do que elas ansiavam. De um lado Maggie precisava de uma new face que estrelasse sua nova coleção, do outro, Jo teria a oportunidade de viajar a Paris e conhecer o seu filósofo favorito.


No decorrer do filme, Jo e Dick vão se conhecendo melhor e se afeiçoam um pelo outro, construindo uma relação de amor apesar das diferenças de pensamentos e ideais. Na trama o conceito de transformação vai além do estético, ele permeia também a transformação do conhecimento, dos valores, de culturas e modos de pensar diferentes, e isso é mostrado através da compreensão que os personagens vão construindo ao vivenciar o modo de vida do outro.


Outro recurso para fortalecer esse conceito de transformação foi a doutrina “Enfaticalista” da qual Jo é seguidora. Essa filosofia se baseia na empatia, ou seja, a pessoa deve se colocar no lugar do outro e sentir o que o outro sente. É através dessa filosofia que a relação de cumplicidade entre Jo e a editora se dá.

O fotógrafo Dick Avery foi inspirado em um fotógrafo famoso da época: Richard Avedon, um dos percursores da arte fotográfica moderna que teve destaque por suas fotos tanto de moda, quanto artísticas e jornalísticas. Avedon foi convidado por Donen, para ser consultor visual do filme, e logo na abertura os créditos apresentam belas fotos de sua autoria. Já Kay Thompson, a editora chefe da revista, foi inspirada provavelmente em Diana Vreeland, uma vanguardista em relação aos assuntos do mundo da moda.


Observa-se também que o visual despreocupado de Jo, com cores escuras, blusões e sapatos baixos, remetem ao estilo Beatnik dos anos 1950. Vale notar que o tom escuro do seu estilo é totalmente contrário à proposta da nova coleção da Quality, em que o rosa é o tom principal.


Assim como em um conto de fadas que tudo se resolve em um final feliz, Jo e Dick ficam juntos, e de gata borralheira e patinho feio ela se torna um lindo cisne da alta costura. Entretanto, no desfile final, ela não exibe mais o rosa da revista e se estabelece como modelo mantendo seu próprio estilo, influenciando a própria Maggie e sua equipe a se vestirem de preto e branco.


A meu ver, Funny Face é mais que um romance de príncipe e princesa, é também um filme sobre a indústria da moda, comportamento, pensamento e um ótimo referencial artístico e fotográfico.

Acompanhe o blog também em: Instagram | Twitter | Facebook | Pinterest

VOCÊ VAI GOSTAR TAMBÉM:

2 comentários

  1. Ahh esse filme *--*… muito amor esses dois atuando juntos <3

    Beijos, Pri
    http://vintagepri.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. O favorito da minha mãe *_*

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir

Comentários são sempre bem-vindos e eu vou gostar de saber o que você acha do blog ♥. Mas lembre-se: sem palavrões ou xingamentos. Ah! E deixe o endereço do seu site/blog pra eu poder visitar.

Ari

Portfólio

Fac

Todos os textos publicados são produzidos por Ariadne Rodrigues, exceto quando sinalizado. Por ser um blog de inspiração o material divulgado (fotos, vídeos, etc.) leva sempre o nome do autor e o link para o mesmo. Se ainda assim algum material não foi devidamente creditado ou não é permitido seu uso, você artista, pessoa pública, site ou empresa entre em contato via e-mail (devoltaaoretro@gmail.com) que o material será prontamente creditado e/ou removido. Não utilize as imagens e os textos feitos pelo De volta ao retrô, sem a minha autorização.

Faço parte