A história de amor por trás das tirinhas “Amar é...”

domingo, novembro 20, 2016


Amar é de certa forma inexplicável. Entender esse sentimento tão bonito pode ser uma tarefa complexa demais, pois as sensações que ele nos traz são infinitas, e cada pessoa reage a elas de uma forma diferente. Talvez, os gestos e ações expressam e explicam esse sentimento, melhor do que as palavras.

Entretanto, no início da década de 70, a cartunista Kim Grove mostrou ao mundo, de uma forma criativa e bem humorada, o que seria amar, através do romântico casalzinho pelado, que se tornou popular em mais de 60 países com álbuns de figurinhas, cadernos e tudo mais que podia ser licenciado.


A ideia desse icônico casal, nasceu sem pretensões comerciais. Kim, a jovem apaixonada, começou a fazer recados ilustrados para seu namorado Roberto Casali, como uma forma de expressar seus sentimentos em relação ao seu amado, no decorrer de cada momento vivido com ele. Ela escondia esses recadinhos, para que Roberto os encontrasse sem querer.

Logo depois os dois se casaram, e para a surpresa de Kim, Roberto guardou todos os bilhetes (muito fofo), que foram apresentados posteriormente ao jornal americano Los Angeles Time.


O jornal gostou tanto das ilustrações, que no dia 5 de janeiro de 1970 foi publicado pela primeira vez as tirinhas Love is.... Daí em diante elas começaram a ser publicadas diariamente e se tornou um sucesso mundial.


Mas assim como toda história de amor tem suas complicações, em 1975 Roberto foi diagnosticado com um câncer em fase terminal e, para dedicar-se inteiramente aos cuidados do marido e dos dois filhos, Kim afastou-se da criação das tirinhas, passando a bola para o cartunista Bill Asprey.


Em março de 1976 Roberto faleceu, e 7 meses depois, Kim fez a inseminação artificial, dando à luz a Milo, o terceiro filho do casal. Na época, esse foi um dos primeiros casos de inseminação artificial, e repercutiu em toda a Europa. A imprensa britânica tratava o bebê como um milagre, enquanto o vaticano tratava o caso como uma “afronta a moral do evangelho”.


Em 1997 Kim faleceu, e Stefano Casali assumiu a empresa que gere os direitos intelectuais da franquia “Love is...”. Para quem viveu aqueles anos, esses pensamentos e ilustrações trazem até hoje, uma lembrança afetiva ao celebre casal de apaixonados.


Mas ao meu ver, a maior lição que podemos tirar é da história real de amor por trás dessas tirinhas. Em um tempo em que os relacionamentos são tão superficiais, egoístas e passageiros, conseguimos perceber na história de Kim e Roberto, que amar vai além do ato de dizer que se ama alguém.

Amar é expressar através de gestos e ações, que a pessoa é importante para você, independente do momento e das situações que a vida traz. E como já dizia o Apóstolo Paulo em 1° Coríntios capítulo 13 dos versículos 4 ao 7 o amor é paciente, bondoso, não é ciumento, não se gaba, não é orgulhoso, não se comporta indecentemente, não procura seus próprios interesses, não se irrita com facilidade, não leva em conta o dano, não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade, e por fim suporta, acredita, espera e persevera em todas as coisas.

E pra você, o que é o amor?


Acompanhe o blog também em: Instagram | Twitter | Facebook | Pinterest

VOCÊ VAI GOSTAR TAMBÉM:

4 comentários

  1. Eu não conhecia a história por trás dos desenhos... realmente é linda. Adorei sua conclusão do post. Em tempos que 'amar' é algo tão banal, a gente vê o qt realmente é forte um amor de verdade. Acho que as pessoas hj pensam que amar é só flores e td tem de ser do jeito delas, que não há altos e baixos e que é sempre um exercício de amizade, confiança e crescimento juntos. Lindo post! Beijos!

    Metamorphya•••

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda né Bruna, eu sempre gostei dessas tirinhas e nem sabia da história por trás, fico feliz que tenha gostado ^^

      bjus
      Ari

      Excluir
  2. Que postagem linda, Ariadne. ^^ Sabe, eu sempre achei essas tirinhas de 'amar é...' algo especial. Elas são tão simples mas conseguem transmitir sentimentos tão lindos, tão bons... Não conhecia a história de criação por trás das tirinhas e confesso que estou impressionada. É uma história linda apesar de ter um lado triste. É uma história de amor do início ao fim. E é incrível ver como os desenhos se parecem com o casal apaixonada. Estou impressionada com a criatividade e o amor de Kim. ^^ Isso me faz admirar ainda mais as tirinhas de 'Amar é...'.
    Amei a postagem! =)
    Beijinhos ♥

    Contadora de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado Débora *__*

      bjus
      Ari

      Excluir

Comentários são sempre bem-vindos e eu vou gostar de saber o que você acha do blog ♥. Mas lembre-se: sem palavrões ou xingamentos. Ah! E deixe o endereço do seu site/blog pra eu poder visitar.

Ari

Portfólio

FAC

Todos os textos publicados são produzidos por Ariadne Rodrigues, exceto quando sinalizado. Todo o material divulgado não autoral (fotos, vídeos, etc.) leva sempre o nome do autor e o link para o mesmo. Se ainda assim algum material não foi devidamente creditado ou não é permitido seu uso, você artista, pessoa pública, site ou empresa entre em contato via e-mail (devoltaaoretro@gmail.com) que o material será prontamente creditado e/ou removido. Não utilize as imagens e os textos feitos pelo De volta ao retrô, sem a minha autorização.

Participo