Pan Am

domingo, abril 13, 2014


O ano era de 1963, havia ainda a herança da Segunda Guerra Mundial, o início da Guerra Fria, segregação racial, direitos humanos, política e o espaço da mulher na sociedade.

É nesse cenário que a série “Pan Am” se constitui e nos leva a uma viagem glamorosa que só existia nos vôos da década de 60, e nos mostra a vida diária dos pilotos e comissárias de bordo da famosa companhia aérea.


Ícone dos Estados Unidos, a Pan American World Airways, fundada em 18 de outubro de 1927, foi uma das primeiras companhias aéreas do mundo a oferecer vôos regulares. Em decadência, foi obrigada a declarar que tinha falido em 1991.


Uma convincente reconstituição de época, cultura e costumes, vemos em Pan Am pilotos e comissárias jovens e bem bonitos, que são educados, cultos, refinados e muito bem treinados para bem representar a companhia.


A narrativa é inteligente e não se perde em ambições simples, passando pelo crescimento das personagens e por tramas interessantes que envolvem até o recrutamento de uma delas como recurso da CIA.

As principais comissárias são:

- Maggie Ryan, comissária de bordo da tripulação, que não tem medo de testar as regras da Pan Am e seus superiores;


- Laura Cameron, uma aeromoça recém-saída do treinamento, e irmã mais nova de Kate Cameron. Laura aparece na capa da revista Lifeno com seu uniforme da Pan Am, tornando ela em uma mini celebridade;


- Colette Valois, uma aeromoça francesa. Ficou órfã durante a ocupação alemã na França durante a Segunda Guerra Mundial, e ainda guarda ressentimento do povo alemão;


- Kate Cameron, uma trilíngue e experiente aeromoça, irmã mais velha de Laura Cameron. Durante a série, Kate é recrutada pela CIA e começa a trabalhar como agente secreta.


O piloto e co piloto são:

- Dean Lowrey, um piloto de Boeing 707 recentemente promovido para as rotas internacionais da Pan Am. Ele teve um envolvimento com Bridget, a ex-comissária de bordo da tripulação, e posteriormente tem um relacionamento com a comissária Colette;


- Ted Vanderway, o copiloto da tripulação. Um ex-aviador naval dos Estados Unidos e piloto de testes, ele tinha sido levado perante um conselho de revisão naval e mais tarde dispensado por negligência durante o vôo.


Para sentir o gostinho dos anos 60 e o glamour das viagens de avião, só vendo a série, que na minha opinião é uma das melhores séries dramáticas de TV produzidas nos últimos anos. Infelizmente a série só gravou a primeira temporada e devido a baixa audiência foi cancelada, mas vale muito a pena ver a primeira temporada é um material rico em referências.


Acompanhe o blog também em: Instagram | Twitter | Facebook | Pinterest

Fonte das imagens: a clash of caps 

VOCÊ VAI GOSTAR TAMBÉM:

0 comentários

Comentários são sempre bem-vindos e eu vou gostar de saber o que você acha do blog ♥. Mas lembre-se: sem palavrões ou xingamentos. Ah! E deixe o endereço do seu site/blog pra eu poder visitar.

Ari

Portfólio

Fac

Todos os textos publicados são produzidos por Ariadne Rodrigues, exceto quando sinalizado. Por ser um blog de inspiração o material divulgado (fotos, vídeos, etc.) leva sempre o nome do autor e o link para o mesmo. Se ainda assim algum material não foi devidamente creditado ou não é permitido seu uso, você artista, pessoa pública, site ou empresa entre em contato via e-mail (devoltaaoretro@gmail.com) que o material será prontamente creditado e/ou removido. Não utilize as imagens e os textos feitos pelo De volta ao retrô, sem a minha autorização.

Faço parte