O Passado também faz moda

quinta-feira, abril 04, 2013


É bem interessante como algumas coisas que fizeram muito sucesso no passado, depois de muitos anos, conseguem fazer sucesso novamente.

O famoso estilo do passado, o retrô, recupera o êxito de outras épocas e, sem perder o conceito, faz com que se torne uma tendência na modernidade.

Conhece o Bilz y Pap?


É um nome combinado de dois refrigerantes mais populares, e vendidos, do Chile. O Bilz, e o Pap.

Eles visaram uma nova proposta para o refrigerante, com o estilo Retrô. E deu muito certo!

O conceito: ‘Valor do Passado’. A ideia primeiramente foi fazer com que situações do passado trouxesse as boas memórias. Um restaste dos bons e velhos tempos. Em segundo, surpreender os consumidores com design atraente e diferenciado.

Resultado?

Eles reformularam a embalagem para se transformar no que já foi um dia, a 100 anos atrás. E assim agradando a memória de milhares de famílias chilenas.

Achei uma campanha genial, com um ótimo intuito, além das ilustrações serem incríveis.


Vídeos de propagandas da campanha.




Acompanhe o blog também em: Instagram | Twitter | Facebook | Pinterest

As ilustrações foram feitas por Oscar Ramos.
Img ‘Drink soda can, taking off a skin‘ de Shutterstock

Post fonte: Des1gn’On


VOCÊ VAI GOSTAR TAMBÉM:

0 comentários

Comentários são sempre bem-vindos e eu vou gostar de saber o que você acha do blog ♥. Mas lembre-se: sem palavrões ou xingamentos. Ah! E deixe o endereço do seu site/blog pra eu poder visitar.

Ari

Portfólio

Fac

Todos os textos publicados são produzidos por Ariadne Rodrigues, exceto quando sinalizado. Por ser um blog de inspiração o material divulgado (fotos, vídeos, etc.) leva sempre o nome do autor e o link para o mesmo. Se ainda assim algum material não foi devidamente creditado ou não é permitido seu uso, você artista, pessoa pública, site ou empresa entre em contato via e-mail (devoltaaoretro@gmail.com) que o material será prontamente creditado e/ou removido. Não utilize as imagens e os textos feitos pelo De volta ao retrô, sem a minha autorização.

Faço parte