Georges Dambier e o glamour das fotografias de moda nas ruas

segunda-feira, fevereiro 15, 2016


Contemporâneo de Helmut Newton, Irving Penn e Richard Avedon, Georges Dambier (1925 – 2011) foi um dos primeiros fotógrafos de moda a levar e fotografar modelos fora do estúdio, além de captar imagens de icônicas e famosas musas de sua época, entre elas Brigitte Bardot, Marie-Hélène Arnaud, Dorian Leigh e Suzy Parker.

Nascido em Paris, Dambier iniciou sua carreira aos 17 anos de idade ajudando o famoso artista e designer de cartaz Paul Colin. Colin introduziu Dambier ao mundo da moda, interiores, antiguidades e sobretudo o ensinou habilidades com desenho e design gráfico. Logo depois, Dambier conseguiu um emprego como assistente do fotógrafo Willy Rizzo, lá ele aprendeu os fundamentos da fotografia bem como o uso da iluminação.

Quando a Segunda Guerra Mundial chegou ao seu fim, a cena social de Paris decolou e Dambier passou a frequentar cabarés e clubes de jazz em Saint Germain de Prés. Esses lugares eram repletos de artistas e celebridades famosas que organizavam luxuosas festas e bailes. Em uma dessas noites, na famosa boate Le Jimmy, Dambier encontrou casualmente com Rita Haywort e conseguiu tirar algumas fotos dela. Ele vendeu essas imagens exclusivas para a revista France Dimanche e ganhou um trabalho como repórter fotográfico.

No entanto, com sua predileção por design gráfico e estética, além da sua habilidade natural em registrar mulheres elegantes, Dambier preferiu se concentrar na fotografia de moda. Não demorou muito e ele já estava fotografando regularmente as belezas do dia: Dorien Leigh, Suzy Parker e Brigitte Bardot.


Ao construir e aperfeiçoar seu ofício, Dambier recebeu a oportunidade fantástica de trabalhar como fotógrafo de moda, ao ser notado por Helene Lazareff, editor da revista de moda ELLE.

Inconformado com a técnica padrão de tirar fotos de moda, sempre com modelos de pé, sem emoção e aparentemente indiferentes à câmera, Dambier se tornou um dos primeiros fotógrafos franceses a levar modelos para fora do estúdio. Foi nas ruas de Paris que ele produziu algumas de suas fotos mais memoráveis e atraentes, ao fotografar modelos sorrindo e muitas vezes em ação.


Em 1954 seu amigo Robert Capa o pediu para liderar um departamento de moda da agência Magnum. Infelizmente, isso nunca aconteceu, pois dias depois Capa morreu inesperadamente enquanto trabalhava no Vietnã.

Logo depois Georges Dambier montou seu próprio estúdio em Paris, Rue de la Bienfaisance. Como um fotógrafo freelance, ele continuou a contribuir para Elle e outras revistas: Vogue, Le Jardin des Modes, Marie France, além de contratos para muitas marcas como L'Oréal, Carita, Jacques Dessange.


Entre 1960 e 1980, Dambier começou e trabalhou em duas publicações importantes que ajudaram a espalhar sua fama. Em 1964 ele criou a revista Vinte, uma revista para jovens, dedicada à cultura e a moda. Em 1976 ele criou a revista VSD com seu velho amigo Maurice Siegel. Nela Georges Dambier trabalhou o lado artístico da revista e dirigiu a seção fotográfica. A VSD se tornou a segunda revista mais popular na França, depois de Paris Match. No final dos anos 80, Georges Dambier se retirou para uma vida mais calma no campo em Perigord, França e em maio de 2011 ele faleceu.



Com seu estilo delicado e técnica refinada, e acima de tudo, a sua capacidade de captar a essência do glamour feminino em suas imagens, o trabalho de Georges Dambier permanece como um símbolo da fotografia de moda, bem como uma rica fonte de inspiração para os dias de hoje.


Acompanhe o blog também em: Instagram | Twitter | Facebook | Pinterest

VOCÊ VAI GOSTAR TAMBÉM:

2 comentários

  1. Que lindo o trabalho dele <3 Não saberia dizer quais dessas fotos é a minha a favorita, rs.

    Beijos, Pri
    vintage.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindo né Pri, é muito Glamour. Também não saberia dizer qual é a minha favorita!

      bjus

      Excluir

Comentários são sempre bem-vindos e eu vou gostar de saber o que você acha do blog ♥. Mas lembre-se: sem palavrões ou xingamentos. Ah! E deixe o endereço do seu site/blog pra eu poder visitar.

Ari

Portfólio

Fac

Todos os textos publicados são produzidos por Ariadne Rodrigues, exceto quando sinalizado. Por ser um blog de inspiração o material divulgado (fotos, vídeos, etc.) leva sempre o nome do autor e o link para o mesmo. Se ainda assim algum material não foi devidamente creditado ou não é permitido seu uso, você artista, pessoa pública, site ou empresa entre em contato via e-mail (devoltaaoretro@gmail.com) que o material será prontamente creditado e/ou removido. Não utilize as imagens e os textos feitos pelo De volta ao retrô, sem a minha autorização.

Faço parte