A magia clássica de Pac-man

sábado, maio 31, 2014


Quem viveu no finalzinho dos anos 70, começo dos anos 80, deve se lembrar do jogo de videogame Pac-man. Afinal, o boneco redondinho que comia pastilhas e fugia de fantasmas em um labirinto tornou-se clássico na história dos jogos. Ainda mais, porque foi inicialmente desenvolvido para consoles Arcade, como o Atari, por exemplo.



A ideia nasceu de Tohru Iwatani, designer de jogos da empresa Namco. Ele estava em um jantar com amigos, na ocasião. A inspiração maior apareceu quando, ao pedir uma pizza, uma das fatias estava faltando. Se repararmos bem, o Pac-Man é exatamente deste formato. O nome inicial do jogo era “Puck-man”. Mas, como temia que ficasse meio estranho e pejorativo em inglês, Tohru acabou mudando para Pac-man.


Há quase 35 anos, no dia 10 de outubro de 1979 o jogo começou a ser vendido. Virou febre um pouquinho depois, com a expansão do Atari para o mundo. Aliás, isso deu um belo empurrãozinho para o jogo: quem comprava o Atari, ganhava o cartucho do Pac-man. Todo mundo queria fazer o bichinho redondinho comer suas 240 pastilhas e passar de fase, sempre fugindo dos fantasmas.


O mais legal era comer uma das quatro pílulas do poder, que conferiam ao Pac-man o poder de continuar comendo as pastilhas ao mesmo tempo que poderia matar os fantasminhas. Sem a pílula mágica, ao encostar em um deles perdia uma vida.

Outras versões e TV

No ano de 1982 nasceu a Ms. Pac-man, com o mesmo conceito. Só que o bonequinho redondo, neste caso, era uma menina. Foi neste ano também que fizeram um desenho animado do game. Não foi muito pra frente, mas chegou a ser transmitido por aqui pelas emissoras SBT e Bandeirantes. O “Comilão”, como era chamado, foi criado pela Hannah-Barbera.


Além disso, até hoje é possível jogar online em um computador, notebook ou tablet. É fácil encontrar um jogo bem parecido com o original na rede. Outra variação é o Splatman. É quase igual, mas uma marreta elimina os fanstasmas ao invés das pílulas de poder. Em 2005, totalmente inspirado no primeiro Pac-man, desenvolveram um novo jeito de jogar, passando por diversas fases não necessariamente iguais (a versão clássica do Atari tinha a tela sempre igual).

E, claro que não poderiam ficar de fora os aplicativos para celular. E eles estão por todos os mundos: android, iOS, Windows Phone e tem até versões que funcionam em celulares mais antigos. As opções são muitas, como você pode conferir aqui! É só preparar os dedos e começar a jogar.


Acompanhe o blog também em: Instagram | Twitter | Facebook | Pinterest

Escrito por Rafaela Pietra

VOCÊ VAI GOSTAR TAMBÉM:

0 comentários

Comentários são sempre bem-vindos e eu vou gostar de saber o que você acha do blog ♥. Mas lembre-se: sem palavrões ou xingamentos. Ah! E deixe o endereço do seu site/blog pra eu poder visitar.

Ari

Portfólio

Fac

Todos os textos publicados são produzidos por Ariadne Rodrigues, exceto quando sinalizado. Por ser um blog de inspiração o material divulgado (fotos, vídeos, etc.) leva sempre o nome do autor e o link para o mesmo. Se ainda assim algum material não foi devidamente creditado ou não é permitido seu uso, você artista, pessoa pública, site ou empresa entre em contato via e-mail (devoltaaoretro@gmail.com) que o material será prontamente creditado e/ou removido. Não utilize as imagens e os textos feitos pelo De volta ao retrô, sem a minha autorização.

Faço parte