A Princesa e o Sapo e os anos 20

segunda-feira, janeiro 27, 2014


O filme A Princesa e o Sapo, tradução do original The princess and the Frog é uma animação de 91 minutos, lançada em 2009 pelos Estúdios Walt Disney dos Estados Unidos. A história trata-se de uma comédia musical ambientada na cidade de Nova Orleans (EUA).

Tiana uma jovem afro-americana atraente, esforçada e independente, que sonha desde criança em abrir um restaurante e, para realizar seu sonho, trabalha arduamente.


Simultaneamente chega a sua cidade o Príncipe Naveen, do reino da Maldônia, um bonito e sociável fã de jazz, mimado e irresponsável, que levava a vida na “curtição”. Quando os pais decidem cortar seus gastos, Naveen resolve procurar a liberdade casando-se com uma garota rica de Nova Orleans.


A problemática da história se dá quando Tiana trabalha no baile de máscaras da amiga de infância Charlotte, e descobre que se não cobrir a oferta de compra do local onde deseja abrir seu restaurante, seu sonho irá por água abaixo.


Entretanto, um incidente faz com que Tiana troque de roupa e, no quarto de Charlotte, use um de seus vestidos. É quando surge um sapo, anunciando ser um príncipe e pedindo a Tiana que lhe conceda um beijo, para que o feitiço nele aplicado seja quebrado.


De início Tiana acha a ideia repugnante, mas aceita ao receber a promessa do príncipe de que conseguirá para ela a quantia necessária para concretizar o aluguel. Só que, ao beijá-lo, ao invés dele se tornar humano novamente, é Tiana quem se transforma em sapo.


Os anos 20 no filme

O filme se passa na década de 20, um período de prosperidade do pós-guerra e do American Way of Life. É também um marco do início do movimento feminista nos EUA e a Era do Jazz. Essa Era foi marcada pelo clima de liberdade (caracterizado no filme pela personalidade de Naveen), pelas primeiras bandas de Jazz e pelas melindrosas, que se viram livres dos espartilhos e podiam usar roupas leves, maquiagem e mostrar sua sensualidade. Era época do surgimento de uma dança típica nos salões, Charleston (uma dança vigorosa com movimentos a partir dos joelhos) e da arte déco. 


Esses elementos históricos formam um cenário alegre e produzem uma atmosfera diferente no filme. Podemos perceber características dessa época a partir de algumas cenas, por exemplo: as bandas de Jazz tocando nas ruas, as pessoas alegres, nas roupas típicas dos anos 20. Também na arquitetura dos espaços, na influência do estilo da arte déco.


Acompanhe o blog também em: Instagram | Twitter | Facebook | Pinterest

VOCÊ VAI GOSTAR TAMBÉM:

0 comentários

Comentários são sempre bem-vindos e eu vou gostar de saber o que você acha do blog ♥. Mas lembre-se: sem palavrões ou xingamentos. Ah! E deixe o endereço do seu site/blog pra eu poder visitar.

Ari

Portfólio

Fac

Todos os textos publicados são produzidos por Ariadne Rodrigues, exceto quando sinalizado. Por ser um blog de inspiração o material divulgado (fotos, vídeos, etc.) leva sempre o nome do autor e o link para o mesmo. Se ainda assim algum material não foi devidamente creditado ou não é permitido seu uso, você artista, pessoa pública, site ou empresa entre em contato via e-mail (devoltaaoretro@gmail.com) que o material será prontamente creditado e/ou removido. Não utilize as imagens e os textos feitos pelo De volta ao retrô, sem a minha autorização.

Faço parte