Promoção: A Fantástica Fábrica da MPB [ENCERRADA]

quarta-feira, abril 17, 2013
























A nossa MPB (Música popular brasileira) surgiu em 1966 com a segunda geração da Bossa Nova, e permanece até hoje com uma mistura de velha e jovem guarda, então MPB também é vintage/retrô.

Já parou para pensar no quanto a música brasileira é rica? Qual outro lugar do mundo consegue reunir Rita Lee, Cazuza, Tom Jobim, Raul Seixas, Belchior, Milton Nascimento e mais um bocado de gente em seu “currículo musical”? Pois é! Somos um país musical, onde a música é atemporal! Salve a MPB! – Chico Rei – camisetas e design

Foi pensando nisso, e em homenagear o que temos de bom na nossa música que o De volta ao retrô em parceria com a Chico Rei, (uma loja de camisetas, canecas e posteres criativos), vai sortear uma camiseta da coleção “A Fantástica Fábrica da MPB”.



Para participar é muito simples:

1 - CURTIR:

2 - Clicar nesse link e depois QUERO PARTICIPAR, para garantir seu cupom. 

3 - COMPARTILHAR esta imagem do sorteio publicamente (para isso, clique abaixo do post e escolha o GLOBINHO) 

4 - Marque um grande amigo seu nos comentários. Afinal todo mundo quer entrar nessa Fantástica Fábrica da MPB!

O sorteado que não cumprir esses passos será desclassificado.

VOCÊ VAI GOSTAR TAMBÉM:

0 comentários

Comentários são sempre bem-vindos e eu vou gostar de saber o que você acha do blog ♥. Mas lembre-se: sem palavrões ou xingamentos. Ah! E deixe o endereço do seu site/blog pra eu poder visitar.

Ari

Portfólio

Fac

Todos os textos publicados são produzidos por Ariadne Rodrigues, exceto quando sinalizado. Por ser um blog de inspiração o material divulgado (fotos, vídeos, etc.) leva sempre o nome do autor e o link para o mesmo. Se ainda assim algum material não foi devidamente creditado ou não é permitido seu uso, você artista, pessoa pública, site ou empresa entre em contato via e-mail (devoltaaoretro@gmail.com) que o material será prontamente creditado e/ou removido. Não utilize as imagens e os textos feitos pelo De volta ao retrô, sem a minha autorização.

Faço parte